Fábrica de Ideias

 

A quantidade e qualidade de informações e conhecimentos disponíveis na Organização e a sua volta são imensuráveis. Sem custo adicional, parceiros, fornecedores, clientes, consumidores, colaboradores, todos tem interesse em ver a Organização melhor.

Como um gigantesco “poço de petróleo”, temos essa imensa base de informações a nossa disposição. Precisamos, apenas, explicar a esses públicos sua importância para o futuro da Organização, criar alguns elementos motivadores, perguntar suas opiniões e estruturar suas respostas, debater, conversar, recomendar.

Esse processo, para a GEO, tendo sido estruturado de forma plena e aplicado no mercado há diversos anos, se denomina Fábrica de Ideias.

Normalmente se inicia pela definição das Informações desejadas: de qual público-alvo, de uma análise de seu tamanho e qualificação. A essa atividade, se segue a de identificação das pessoas, representantes desse público-alvo, que queremos consultar. Estruturado um questionário específico, o mesmo é disponibilizado no Centro de Pesquisas GEO, via WEB.

Respondido e tabulado o relatório das pessoas consultadas, o mesmo é fornecido a um grupo seleto de 20 a 30 profissionais, pessoas de desempenho superior no público que representam,
que precisam participar, na data marcada, de um workshop de 8 horas. Antes do evento, examinam o relatório e selecionam tudo que entendem muito relevante, criando um primeiro filtro da massa de recomendações e informações, muitas vezes superior a dez mil, com o envolvimento de um público de 100 pessoas.

No workshop, após as ações de explicação dos objetivos e metodologia de trabalho, são os participantes são convidados a estabelecer um consenso a partir de suas análises e priorizações. O resultado do trabalho do grupo é imediatamente digitado pela equipe e apresentado ao plenário. O plenário, por sua vez, discute, melhora, especifica, aprova e prioriza, como plenário, os problemas e sugestões apresentadas, classificando-os como A. B ou C.

Top